O CENÁRIO DOS EVENTOS ESPORTIVOS PÓS-COVID

É galera… Fomos todos pegos de surpresa em março deste ano. Por mais que o cenário em outros países já sinalizasse a necessidade do lockdown e adoção de medidas protetivas e de segurança, parecia que havia dentro de nós a esperança de que o Brasil não fosse tão impactado.

Bem sabemos que a realidade econômica mudou e todos os setores sofreram, em menor ou maior grau: comércio, política, saúde pública, convívio social e por aí vai. Especialmente no início foi bastante desafiador saber lidar com todas essas mudanças, ainda mais quando pairava um medo do desconhecido, de um vírus e uma doença dos quais não se tinha conhecimento.

Passados seis meses do início da pandemia aqui no Brasil, e também da decretação de períodos de isolamento e fechamento de estabelecimentos privados ou, até mesmo, de espaços públicos, parece que hoje conseguimos respirar com um pouco mais de calma. Sem dúvidas, além do aspecto econômico, o impacto da quarentena foi gritante quanto à nossa saúde física e, consequentemente, mental.

Alguns conseguiram manter a rotina de treinos adaptados em casa. Outros se desanimaram tanto que abandonaram toda e qualquer atividade, chutaram o balde na alimentação e vem colhendo ainda mais desestabilidade emocional. Vi muitas pessoas que deram a volta por cima na quarentena e melhoraram seus hábitos. Meu pai, inclusive, foi uma dessas pessoas e, durante o isolamento, talvez na tentativa de aliviar o estresse, começou a treinar em casa com muito mais afinco.

Minha despedida das provas antes da pandemia foi boa! Levei o primeiro lugar geral nos 21 km do circuito Beach Run Brasil, em Jericoacoara-CE

Confesso que fiquei no time impactado pelo isolamento. Por mais que tenha sim treinado em casa, sou do outdoor. Estava acostumada a nadar, pedalar, correr no parque, fazer treino de musculação intenso, então a quarentena mudou bastante minha rotina. Sem falar nela, tive uma crise de apendicite e precisei operar em meio à pandemia. Aí se foram mais de trinta dias de repouso, o que contribuiu, ainda mais, para diminuir minha massa magra e trazer um pouco de gordura corporal.

Outro impacto bem grande foi quanto ao cancelamento dos eventos esportivos. Vimos diversas provas serem canceladas e, até mesmo, as principais Maratonas do mundo, a exemplo da tradicional Maratona de Boston que, desde o seu surgimento, jamais havia sido cancelada. As manhãs de domingo, para muitos corredores, perderam um pouco do brilho. Era até gostoso acordar super cedo, mesmo no final de semana, para correr uma prova de rua. Era gostoso encontrar os amigos, se jogar no percurso de prova, correr por diversão ou se desafiando, cruzar a linha de chegada, pegar a nossa medalha e voltar para casa tomar um café da manhã despreocupado com a vida.

Mas a realidade é que não somente os corredores perderam essa experiência. Aqueles que são os responsáveis pela organização de todos os eventos, que se preocupam com todo e qualquer detalhe para que os corredores vivam um momento único ao saírem de casa, viram o mercado no qual atuam se esvair em poucas semanas.

Eles tiveram um desafio gigante nas mãos e, ao mesmo passo em que precisavam de estratégias para mudar a forma com que trabalhavam, digitalizando suas provas, por exemplo, tiveram que criar meios eficazes de comunicação e motivação para o público da corrida. Não se tratava apenas da repaginação em termos comerciais, mas da necessidade de criar um senso de comunidade, a fim de permitir que os corredores se mantivessem ativos, saudáveis, empolgados com a corrida, mesmo diante de um cenário pandêmico e bastante desfavorável.

Isso sim foi um grande desafio – e continua sendo.

Um dos produtos mais propagados e que vem ganhando familiaridade dos corredores são os desafios virtuais. As organizadoras apostaram com tudo na digitalização da experiência dos corredores ao participarem do evento. Mas isso envolve muito mais do que simplesmente lançar uma versão virtual do que seria uma prova, escolher um dia e enviar um certificado digital de participação. A história de comunicação é construída ao longo de todo o processo.

Para falar sobre o tema, convidei o Arthur Trauczynski, sócio-diretor da agência de marketing esportivo Global Vita Sports, uma das empresas mais expressivas do país e que vem se posicionando de forma bastante inovadora.

Sem os eventos físicos, as principais organizações de corrida digitalizaram a experiência de participação em um evento por meio dos DESAFIOS VIRTUAIS. Por um lado, a competitividade foi colocada de lado, por outro, os desafios virtuais estão potencializando aspectos tão ou ainda mais importantes da prática esportiva, como a importância de se manter ativo e com equilíbrio emocional, fatores fundamentais para que as pessoas superem esse período tão sensível. Por serem produtos virtuais, para compensar a falta de contato físico, as empresas precisaram potencializar todos os outros momentos de consumo da jornada do cliente: as campanhas de comunicação estão sendo melhor elaboradas, o atendimento mais humanizado, a narrativa de produto feita com mais valor, as entregas físicas com mais qualidade e, claro, a tecnologia ganhou um papel central na relação das empresas com o cliente. Essas mudanças estão acontecendo agora e é certo que ainda tem muita coisa por vir, mas mesmo com um desafio tão grande fica a sensação de que os corredores ainda serão beneficiados com muita criatividade e inovações”.

 Ouça o bate-papo completo com o Arthur no Episódio #9 – O cenário dos eventos esportivos pós-COVID no meu podcast Paola Carrijo:

Sem dúvidas, ainda estamos “patinando” e tentando retomar o ritmo. Quem me acompanha no Instagram (@paolacarrijo) sabe que gosto bastante de correr e, sempre que posso, estou na tentativa de incentivar alguém a fazer o mesmo! Por isso, me reuni com o pessoal da Global Vita para lançarmos um desafio virtual! Se você está desanimado, precisa de um empurrãozinho para recuperar o ritmo, VEM COM A GENTE! Você já tem data para correr (andar ou trotar, como preferir) seus primeiros 5, 10 ou 21 km virtuais! Anota na sua agenda: dia 08 de novembro (domingo) faremos uma verdadeira festa, independentemente de onde você esteja! 

Acessa esse link //www.ticketagora.com.br/e/21kv-series-by-paola-carrijo-30781 para ver todas as informações do projeto e se inscrever! Te digo: serão 30 dias de muito conteúdo motivacional, sorteios semanais, premiação a quem se destacar no final do projeto (me surpreenda!), planilhas de corrida elaboradas pelo Ramon Ferreira (meu treinador), dicas da nutri linda Gisele Coelho, entre outras surpresas que aparecerão ao longo da nossa trajetória!

Bora?! Estou super ansiosa e quero vocês nessa comigo!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *